9 de nov de 2011

Charge - Movimento Estudantil???

A USP, a maior e possivelmente a mais desejada universidade do Brasil, já foi palco de eventos de grande relevância para o país. Houveram lá movimentos estudantis geniais...

Mas algo muito surreal aconteceu por lá nesta semana. Um grupo de estudantes invadiu, depredou e acampou na reitoria, exigindo o fim da patrulhas policiais, com o objetivo real, de facilitar o consumo e o tráfico de drogas dentro do campus!... Eu estou sem entender isso até agora!...

Levando-se em conta, que um grande contingente de alunos da USP é adulto, mas sustentado pelos pais, me pergunto, o que estes pais teriam em mente hoje com relação à atitude dessas crianças? E mais... Que tipo de pais nós somos? presentes ou permissívos?!!! Que filhos deixaremos neste mundo?...

Este assunto é muito sério, pois não se tratam de pessoas marginalizadas, mas da chamada "nata" cultural paulistana!... Oremos...

2 comentários:

Lucas Brancucci disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nasci disse...

Caro Lucas, mantenho minha opinião. Não estou morando em São Paulo, mas sou paulistano e conheço muito bem a USP. Não estudei lá, mas recordo-me dos problemas de segurança que amigos muito próximos vivenciaram no campus antes do convenio com a policia. E dentro dos inúmeros trabalhos que já fiz, incluindo vários como professor, tive e tenho muito contato com a corporação, que vejo sim, como necessária em ambientes estudantis. A polícia está longe de ser formada por homens perfeitos, mas é algo muito raro, abordarem alguém que não esteja em atitude suspeita, ainda mais na USP. A USP é a USP, não se aborda alguém lá dentro sem que esteja com uma postura suspeita. Se abordam, é porque viram algo estranho. E ambos sabemos, que existe tráfico lá dentro. As bombas de gás lá na USP, apareceram agora, quando dezenas de alunos cercaram uma patrulha que revistava um rapaz que fumava maconha. O uso da maconha é licito, mas como um polícial vai saber se o usuário é traficante ou não? Somente abordando-o. E é lícito que se leve à delegacia, portador de drogas que não aceite revista. Como cidadão e pai, "eu quero isso!..." Desculpe, mas as glórias dos movimentos estudantis da USP estão no passado. Tenho certeza que a qualquer momento poder ressurgir, mas não é este o caso... O Brasil, de fato, tem uma mídia muito tendenciosa, Mas "não toda" mídia é tendenciosa e eu não encontrei nenhuma que defendesse o movimento. Sinto muito, não vejo nenhum mérito nesta causa...